segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Pós-Graduação

Bibliografia Seleção 2022/1 – Doutorado e Mestrado Acadêmico

Relação da bibliografia para as provas de seleção para turmas do 1º semestre de 2022 do Programa de Pós-graduaçaõ em Saúde Coletiva do IMS:

MESTRADO ACADÊMICO

ANEXO II
BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Ciências Humanas e Saúde

BLANC, Nathalie; LAUGIER, Sandra; MOLINIER, Pascale. O preço do invisível: as mulheres na pandemia. Dilemas, Reflexões na pandemia, pp. 1-13. Disponível em:
https://www.reflexpandemia.org/texto-88

BONET, Octavio. Saber e sentir: uma etnografia de aprendizagem da Biomedicina Physis 9 (1): 123-150, 1999. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/physis/a/c3PCws7x6dVZgd4TgSLV8Kb/?lang=pt&format=pdf

BUTLER, Judith. “Vulnerabilidade corporal e a política de coligação” (cap. 4). In:     . Corpos em Aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Rio de Janeiro: civilização brasileira, 2019, pp. 137-170. Disponível em:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5143563/mod_resource/content/1/Judith%20Butler%20-%20Corpos%20em%20Alianc%CC%A7a%20e%20a%20Poli%CC%81tica%20das%20Ruas.%20Notas%20Sobre%20Uma%20Teoria%20Performativa%20de%20Assembleia.-Civilizac%CC%A7a%CC%83o%20Brasileira%20(2018).pdf

FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Salvador: EdUFBA, 2008. (Introdução e capítulo 1, páginas 25-51). Disponível em:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5551590/mod_resource/content/1/Frantz_Fanon_Pele_negra_mascaras_brancas.pdf

HOTIMSKY, Sonia. A formação em obstetrícia: competência e cuidado na atenção ao parto. Tese de doutoramento USP ,2007   seção   5.9.2   Pp   146-238.   Disponível em:
https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-14112007-082030/publico/sonianhotimsky.pdf

MALLART, Fábio; ARAÚJO, Fábio. Uma rua na favela e uma janela na cela: precariedades, doenças e mortes dentro e fora dos muros. Revista Sociedade e Estado, v. 36, n. 1, p. 61- 81, 2021. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/se/a/tRLBQJ6LCM7RXYmRdQkwnjd/

Epidemiologia

R. Bonita, R. Beaglehole, T. Kjellstrom. Epidemiologia Básica. Tradução para o português. 2.ed. – São Paulo, Santos. 2010 (capítulos 1, 2 e 11). Pode ser baixado gratuitamente no site da WHO. Disponível em:
https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/43541/9788572888394_por.pdf?sequence=5&isAllowed=y

Módulos de Princípios de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades. Módulo 4: vigilância em saúde pública / Organização Pan-Americana da Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; Ministério da Saúde, 2010. Disponível em:
https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=download&category_slug=informacao-e-analise-saude-096&alias=952-modulos-principios-epidemiologia- para-controle-enfermidades-mopece-modulo-4-2&Itemid=965

Política, Planejamento e Administração em Saúde

PINHEIRO, R E SILVA JUNIOR, A. Gomes. A centralidade do usuário na avaliação em saúde: outras abordagens. In: Pinheiro, R. Martins, P.H.A. organizadores. Avaliação em saúde na perspectiva do usuário: abordagem multicêntrica – Rio de Janeiro: CEPESC / IMS-UERJ; Recife: Editora Universitária UFPE; São Paulo: ABRASCO, 2009. 376 p. Disponível em:
https://lappis.org.br/site/wp-content/uploads/2017/12/Avalia%C3%A7%C3%A3o-em- Sa%C3%BAde-na-Perspectiva-do-usu%C3%A1rio-abordagem-multic%C3%AAntrica.pdf

WERNECK, J. Racismo institucional e saúde da população negra. Saúde e Sociedade, v. 25, n.3, p.535-549, 2016. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/sausoc/a/bJdS7R46GV7PB3wV54qW7vm/?format=pdf&lang=pt

VIACAVA, F. et al. SUS: oferta, acesso e utilização de serviços de saúde nos últimos 30 anos. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 6, p. 1751–1762, jun. 2018. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/csc/a/8R6QRyHLFb4S7FXh8CDd5kf/?lang=pt&format=pdf

PALACIO, M. A E TAKENAMI, I. Em tempos de pandemia pela COVID-19: o desafio para a educação em saúde. Visa em Debate 2020;8(2):10-15. Disponível em:
https://visaemdebate.incqs.fiocruz.br/index.php/visaemdebate/article/view/1530/1147

Novaes HMD, Soarez PC. A Avaliação das Tecnologias em Saúde: origem, desenvolvimento e desafios atuais. Panorama internacional e Brasil. Cad. Saúde Pública 2020; 36(9):e00006820. DOI: 10.1590/0102-311X00006820. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/csp/a/6p3SzRQKCpcR678Btk5xVyQ/?lang=pt

GadelhaCAG, Kamia FD, Moreira JDD, Montenegro KBM, Safatle L, Nascimento MAC. Dinâmica global, impasses do SUS e o CEIS como saída estruturante da crise. Cadernos do desenvolvimento 2021, 16(28): 281-302. Disponível em:
http://www.cadernosdodesenvolvimento.org.br/ojs-2.4.8/index.php/cdes/article/view/561


DOUTORADO

ANEXO II
BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Ciências Humanas e Saúde

Fassin, Didier. Another Politics of Life is Possible. Theory, Culture & Society, vol. 26(5): 44–60, 2009. DOI: 10.1177/0263276409106349. Disponível em:
https://www.doi.org/10.1177/0263276409106349.

Peter Conrad and Deborah Potter. From Hyperactive Children to ADHD Adults: Observations on the Expansion of Medical Categories. Social Problems, vol. 47 (4): 559- 582, 2000. Disponível em:
https://www.jstor.org/stable/3097135?origin=JSTOR-pdf (acesso gratuito limitado como “pesquisador independente”).

Castro, Roberto. De la sociología en la medicina a la sociología de la salud colectiva: apuntes para un necesario ejercicio de reflexividad. Salud Colectiva, v. 12 (1): 71-83, 2016. Disponível em:
https://scielosp.org/article/scol/2016.v12n1/71-83/

Epidemiologia

R. Bonita, R. Beaglehole, T. Kjellstrom. Epidemiologia Básica. Tradução para o português. 2.ed. – São Paulo, Santos. 2010 (capítulos 1, 2, 3 e 11). Pode ser baixado gratuitamente no site da WHO. Disponível em:
https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/43541/9788572888394_por.pdf?sequence=5&isAllowed=y

Módulos de Princípios de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades. Módulo 4: vigilância em saúde pública / Organização Pan-Americana da Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; Ministério da Saúde, 2010. Disponível em:
https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=download&category_slug=informacao-e-analise-saude-096&alias=952-modulos-principios-epidemiologia- para-controle-enfermidades-mopece-modulo-4-2&Itemid=965

Política, Planejamento e Administração em Saúde

MOROSINI, MVGC, FONSECA, AF, LIMA, LD. Política Nacional de Atenção Básica 2017: retrocessos e riscos para o Sistema Único de Saúde. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 42, n. 116, p. 11-24, JAN-MAR 2018. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/sdeb/a/7PPB5Bj8W46G3s95GFctzJx/?format=pdf&lang=pt

NOVAES HMD, SOAREZ PC. A Avaliação das Tecnologias em Saúde: origem, desenvolvimento e desafios atuais. Panorama internacional e Brasil. Cad. Saúde Pública 2020; 36(9). Disponível em:
https://www.scielo.br/j/csp/a/6p3SzRQKCpcR678Btk5xVyQ/?lang=pt

OLIVEIRA APC, et al. Desafios para assegurar a disponibilidade e acessibilidade à assistência médica no Sistema Único de Saúde. Ciência & Saúde Coletiva 2017; 22(4): 1165-1180. Disponível em:
https://doi.org/10.1590/1413-81232017224.31382016

PAIM, J & VIEIRA DA SILVA, L Desafios e possibilidades de práticas avaliativas de sistemas universais e integrais de saúde In: PINHEIRO, R & MATTOS, R. organizadores. A Gestão em redes: práticas de avaliação, formação e participação na saúde– Rio de Janeiro : CEPESC, 2006 páginas 91-110. Disponível em:
 https://lappis.org.br/site/gestao-em-redes-praticas-de-avaliacao-formacao-e-participacao-na-saude/4706

PIERANTONI, Celia Regina et al. Graduação em saúde: oferta e estratégias para o fortalecimento da regionalização do Sistema Único de Saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 35, Sup.2, páginas1-13, 2019. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/csp/a/RfPmxsmgFWq8bbRHgMrqykn/?lang=pt

SILVA SF. Organização de redes regionalizadas e integradas de atenção à saúde: desafios do Sistema Único de Saúde (Brasil). Ciênc. Saúde Colet. 2011; 16(6):2753-2762. Disponível em:
https://www.scielo.br/j/csc/a/Nr8zSpfMvdVMzZdb7DFXNSv/?lang=pt&format=pdf